Sarah Wayne Callies apresenta nova série em Lisboa - C7nema
Menu
RSS

 



Sarah Wayne Callies apresenta nova série em Lisboa

A première da série Colony decorreu no cinema Amoreiras desta última terça feira (06/03) e contou com a presença da protagonista, Sarah Wayne Callies. Esta atriz é conhecida por ter interpretado o papel de Lori Grimes em Walking Dead e de Dra Sara Tancredi em Prison Break. Depois de tantos confrontos com zombies e tanta ação numa prisão de segurança máxima, Sarah enfrenta um mundo apocalíptico controlado por forças alienígenas, nesta mais recente série. É de facto peculiar e versátil o percurso desta atriz que afirma com muito sentido de humor: "Acontece que isto é a minha carreira".

Sarah Wayne Callies chegou atrasada ao evento, mas todos a perdoaram devido ao encanto que mostrou pela cidade de Lisboa. Descreveu-nos alegremente a sua visita ao Castelo de São Jorge, os seus passeios pela baixa e, como não podia deixar de ser, a sua admiração pela nossa comida e vinho! Contou-nos até que levava a mala de volta cheia de sardinhas, azeite e vinho para oferecer ao marido. Rindo confessou: "Já não consigo apertar o vestido depois disto!" Assim, manteve uma conversa muito aberta com o público, mostrando sempre o seu sorriso e boa disposição.

A promessa de Colony deixou-nos desde início com expetativas altas, pois foi produzida por Ryan Condal e Cartlon Cuse, já conhecido pelo seu trabalho como produtor na série Lost. O elenco também causou furor, contando com a participação de Sarah Wayne Callies e de Josh Halloway (mais conhecido como Sawyer em Lost). Estes interpretam os papéis de Katie e Will, contracenando como marido e mulher. A série passa-se em Los Angeles, onde o casal Bowman tenta sobreviver num mundo apocalíptico controlado por seres alienígenas. A sociedade é estritamente vigiada por máquinas e tecnologias futurísticas. Neste clima de opressão humana, os habitantes vivem com escassez de alimentos, horário de recolher obrigatório e muitos são ainda capturados, sendo assim as famílias separadas.

No primeiro episódio compreendemos que o casal Bowman tem um filho dado como desaparecido. Will, numa tentativa de o reencontrar, esconde-se num camião em direção a Santa Monica. O seu plano acaba por não se concretizar pois o camião é atacado. Will acaba por ser capturado por "Red Hats" e manipulado para se aliar a estes. Peter Jacbson, promete ajudá-lo a encontrar o seu filho se Will, por sua vez, se infiltrar na "resistência" contra o poder com o objetivo de denunciar os seus membros. Durante a apresentação do screening, Sarah reforça a ideia de que irá assombrar este casal: "Quando comprometemos os nossos valores para manter os nossos filhos seguros e quando comprometemos a segurança de nossos filhos para defender nossos valores? "

Colony aborda diversos temas polémicos da atualidade. Sarah, no seu discurso, alerta para a necessidade da luta feminista, mostrando grande orgulho em representar o papel de uma mulher tão forte como Katie que segue os seus próprios valores. Compara também a situação distópica da série com a situação política atual dos Estados Unidos. Acredita que o povo americano se confronta com questões como: "Como sobreviver uma ditadura? O que fazer durante uma ocupação?". Sem dúvida alguma que podemos ver um paralelismo entre estes dois cenários.

Para concluir a sua apresentação, Sarah comenta: "Podem não gostar, mas tudo bem, apenas aprecio que deem uma hipótese!". Conquistou uma gargalhada do público ao acrescentar: "Josh chega a despir a sua camisa, por isso estejam até ao final!". Colony é sem dúvida uma boa série para amantes de ficção científica. Está bem realizada e também é rica em suspense e adrenalina. Aqueles que estiverem curiosos podem contar com a estreia no canal Syfy dia 17 de abril pelas 22:15.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos