Menu
RSS

 



«O Homem que Matou Dom Quixote»: Tribunal de Madrid dá razão a Paulo Branco

Depois de Paris e Londres, o tribunal de Madrid, numa sentença proferida no dia 13 de julho de 2018, confirmou a validade do contrato de coprodução do filme "O Homem que Matou D. Quixote", assinado no dia 9 de maio de 2016 entre a Alfama Films, a Tornasol Films e a Leopardo Filmes.

Em comunicado, a Leopardo Filmes afirma que esta decisão "vem confirmar a nulidade de qualquer contrato estabelecido posteriormente e comprova que a Alfama Films é a única detentora de todos os direitos de exploração do filme, seja qual for o meio de exibição, e de 60% das receitas mundiais, e ainda que a Alfama Films é legalmente o único vendedor internacional do filme. Todos os direitos de exploração, seja qual for o meio de exibição, e 10% das receitas mundiais pertencem à Leopardo Filmes, legalmente a única sociedade de coprodução do filme em Portugal."

Recorde-se que logo após a decisão do Tribunal de Recurso de Paris, Paulo Branco afirmou: "Agora vamos procurar ser ressarcidos dos danos. Queremos defender os interesses da minha empresa que já sofreu muito neste processo".

"O Homem que Matou D. Quixotetem como data de estreia em Portugal o próximo dia 23 de agosto.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos