Menu
RSS

 



Após críticas, Scarlett Johansson está fora de «Rub & Tug»

Scarlett Johansson está fora de Rub & Tug, o próximo filme de Rupert Sanders, o qual interpretaria uma personagem trans, e que tal decisão motivou críticas. A sua saída foi motivado por essa mesma onda de críticas, sendo que a decisão foi comentada na revista Out pela própria:

"À luz das recentes questões éticas levantadas em torno da minha escolha para interpretar Dante Tex Gill, decidi retirar respeitosamente minha participação no projeto. A nossa compreensão cultural das pessoas trans continua a progredir, e eu aprendi muito com a comunidade desde que fiz minha primeira declaração sobre o meu casting e percebi que era insensível. Tenho grande admiração e amor pela comunidade trans e agradeço que a conversa sobre inserção em Hollywood continue. 

“Segundo a GLAAD, os personagens LGBTQ + caíram 40% em 2017 em relação ao ano anterior, sem nenhuma representação de personagens trans em nenhum grande lançamento de estúdio. Embora tenha adorado a oportunidade de trazer a história e a transição de Dante à vida, entendo por que muitos acham que ele deveria ser retratado por uma pessoa transexual, e agradeço que esse debate, embora controverso, tenha estimulado uma conversa mais ampla sobre diversidade e representação em filme. Acredito que todos os artistas devem ser considerados iguais e justos. Minha produtora, a These Pictures, busca ativamente projetos que entreter e ultrapassar fronteiras. Estamos ansiosos para trabalhar com todas as comunidades para levar essas histórias mais pungentes e importantes para o público em todo o mundo.”

A declaração de Scarlett Johansson teve resposta por parte da presidente e diretora executiva da GLAAD, Sarah Kate Ellis: "O anúncio de Scarlett Johansson, juntamente com as vozes dos transgénero que falaram sobre este filme, é um divisor de águas para o futuro da imagem dos trans em Hollywood. Hollywood mudou a maneira como os americanos entendem as vidas de gays e lésbicas, e a TV está começando a fazer o mesmo com pessoas transexuais, com representações autênticas de transgéneros como grandes sucessos junto a críticos e plateias. A indústria cinematográfica tem uma oportunidade real de fazer o mesmo"

Jamie Clayton

Recordamos que entre as vozes contra o casting de Rug & Tug, destacaram-se Trace Lysette (Transparent) e Jamie Clayton (Sense8), duas das atrizes transgénero em maior destaque nos dias que correm

No filme, Johansson iria interpretar a criminosa Jean Marie Gill, que se tornou "famosa" em Pittsburgh durante os anos 70 por trabalhar em salões de massagens ilícitos (na realidade eram bordéis) e de liderar o tráfico de esteroides para a equipa de futebol americano Pittsburgh Steelers. Curiosamente, Gill fez tudo isso enquanto se assumia e vestia como um homem - com o nome Dante "Tex" Gill -, usando os seus contatos na comunidade LGBT para aumentar o seu poder.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos