Menu
RSS

 



«O Homem que Matou Dom Quixote»: Paulo Branco vence batalha judicial contra Terry Gilliam

O Tribunal de Recurso de Paris confirmou hoje que o contrato entre Paulo Branco e o diretor Terry Gilliam sobre os direitos do filme The Man Who Killed Don Quixote é válido, decidindo assim a favor do português. Após vários desacordos artísticos e financeiros durante a pré-produção, o diretor britânico rescindiu unilateralmente o contrato com o produtor, filmando o projeto entre março e junho de 2017 com a ajuda da empresa espanhola Tornasol, da belga Entre Chien Et Loup, a francesa Kinology e a portuguesa Ukbar Filmes.

"Agora vamos procurar ser ressarcidos dos danos. Queremos defender os interesses da minha empresa que já sofreu muito neste processo", disse Paulo Branco à AFP, que apesar de ter tido um revés quando foi permitida a exibição do filme no Festival de Cannes e a sua estreia em França vê agora o tribunal repetir uma decisão que alguns tribunais já tinham deliberado. "Infelizmente existiu a exibição do filme nos cinemas de uma maneira completamente errada", acrescentou Paulo Branco, denunciando "uma confusão absoluta" e "um desastre industrial."

Lançado a 19 de maio, o filme atraiu 111.000 espectadores em França em quatro semanas de funcionamento.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos