Menu
RSS


Universidade recusa cancelar aula dedicada à obra de Woody Allen

A Universidade da Califórnia, San Diego (UC San Diego) decidiu não aceder às pretensões de uma aluna que organizou uma petição com vários milhares de assinaturas para cancelar uma aula em torno do cineasta Woody Allen.

Segundo a estudante, Savanah Lyon, a UC San Diego não devia ensinar "The Films of Woody Allen" porque ele foi acusado de abusar sexualmente a sua filha adotiva, Dylan Farrow. Investigado pela policia, Allen nunca foi acusado judicialmente dessa conduta e sempre negou as alegações. 

Segundo a universidade, o Senado (Académico) apoia o direito a continuar a ensinar esta cadeira agora e no futuro: "Mais importante, o Senado apoia e manterá vigorosamente o direito de todos os professores de participarem dos princípios da liberdade académica: estes avançam e preservam a Universidade como uma instituição singular para a livre troca de ideias e debates que não podem, nem devem ser diminuídos por forças que buscam restringir e canalizar o conteúdo dos cursos nas suas direções preferidas".

Questionada pela decisão da faculdade, Lyon disse na terça-feira ao San Diego Union Tribune que estava desapontada, mas não surpreendida com a decisão. A aluna promete ainda continuar a lutar contra o que sente que está errado, sabendo de antemão que haverão pessoas ao seu lado a ajudá-la "no seu longo caminho".



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos