Menu
RSS

 



Penélope Cruz critica contos infantis: "Que se lixe a Cinderella e a Bela Adormecida"

Numa entrevista à revista Porter, a atriz Penélope Cruz mostrou o seu desacordo com o machismo que é transmitido nas histórias infantis, acrescentando que quando lê essas histórias aos seus filhos, ela muda o final da história.

"Os contos de fadas são muito importantes porque são as primeiras histórias que você ouve da boca dos seus pais (...) Então, quando leio contos de fadas aos meus filhos à noite, estou sempre a mudar o fim - sempre, sempre, sempre, sempre. Que se lixe a Cinderella e a Bela Adormecida - há muito machismo nessas histórias. E isso pode ter um efeito sobre o modo como as crianças vêem o mundo. Se você não tiver cuidado, eles começam a pensar: "Oh, então os homens decidem tudo".

Nas mudanças que Cruz faz às histórias, as suas heroínas  são propensas a declinar as propostas de casamento ou a fazer as próprias propostas. Um exemplo? "Na minha versão de Cinderela, quando o príncipe diz:" Você quer se casar comigo? "Ela diz:" Não, obrigado, porque eu não quero ser uma princesa. Eu quero ser uma astronauta, ou um chef."

A atriz também aborda na entrevista as reações geradas através do movimento #MeToo. "Têm que mudar as regras da nossa indústria e de todas as outras indústrias em que as mulheres são reprimidas de muitas maneiras diferentes. Isto não pode ser algo para preencher as notícias durante alguns meses, antes de se mudar para outra coisa", diz a atriz, que dá um exemplo do diferente tratamento da imprensa em relação às mulheres: "Desde os 25 anos de idade (os jornalistas) perguntam-me se tenho medo de envelhecer. É uma pergunta parva e que sempre recusei responder. Eles nunca perguntariam isso a um homem", lamenta.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos