Menu
RSS

 



Morreu Martin Landau, ator de «Ed Wood» e «Espaço: 1999»

Martin Landau morreu aos 89 anos, na madrugada deste sábado (15). O ator morreu após uma "curta hospitialização", de acordo com o seu agente.

Vencedor do óscar de melhor ator secundário por Ed Wood (1994), onde interpretou Bela Lugosi, o ator de Drácula, começou a sua carreira profissional a trabalhar como cartoonista para o Daily News. Abandonou o jornal para se dedicar à representação no Actors Studio, onde foi amigo de James Dean. Após uma série de papéis na TV, teve a sua estreia cinematográfica em 1959, sob a direção de Lewis Milestone em Os Homens Morrem Assim e de Alfred Hitchcock em Intriga Internacional. No ano seguinte esteve presente em dois épicos: Cleópatra (1963) de Joseph L. Mankiewicz e A Maior História de Todos os Tempos (1965) de George Stevens.

Foi na TV que se tornou uma cara mais conhecida do grande público, como o mestre do disfarce Rollin Hand em Missão Impossível (1966-1969) e aquele que é um dos seus mais célebres papéis, o comandante John Koening de Espaço: 1999 (1975-1977), responsável por uma base lunar com despojos radioativos que tinham provocado o desvio da Lua da órbita terrestre, tendo a intriga como objetivo principal o retorno a casa destes aventureiros.

O seu grande regresso ao cinema veio com Crimes e Escapadelas (1989) de Woody Allen onde interpretou o papel de um oftalmologista que queria provocar o assassinato da sua esposa. Foi a sua primeira nomeação ao óscar de melhor ator secundário. O feito voltou-se a repetir cinco anos depois com o já referido Ed Wood, tendo vencido dessa vez. O seu último filme a estrear em Portugal foi O Número (2015) de Atom Egoyan.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos