Menu
RSS


Filme de abertura da Berlinale: uma escolha política?

Os filmes escolhidos para abrir um grande festival internacional não têm, muitas vezes, relação com uma grande qualidade, mas devem-se a outras condicionantes. No caso de Django, mesmo os espectadores de festivais mais atentos estavam no escuro: o realizador era estreante (Etienne Comar) e uma biopic sobre um músico de jazz francês da primeira metade do século XX tinha que ter algo muito especial

Passadas as duas horas de visionamento parece ter sido a política uma boa razão para escolha. Por outras palavras, a escolha de Django termina por funcionar como um comentário subtil sobre estes tempos feios, onde os nacionalismos populistas soterrados pelos genocídios da 2ª Guerra Mundial ameaçam um retorno de consequências imprevistas.

O filme situa-se num ano da vida de Django Reinhardt, um dos mais emblemáticos músicos franceses da altura. Popular e de origem cigana, Django acaba por ver a sua vida bastante complicada no ano de 1943, com a França ocupada pelos nazis e o colaboracionismo do sul a atingir o seu máximo. 

O personagem foi interpretado por Reda Kateb, que na conferência de imprensa falava num filme "militante e anarquista".No enredo, o músico termina por ser perseguido pela operação de "limpeza" dos nazis, contrapondo com a energia da sua música a opressão. A sequência de abertura mostra, justamente, um ato ataque violento a um grupo de ciganos que cantava na floresta.

Os alemães do filme de abertura da Berlinale são os grande vilões da história, mas só no filme: no mundo real Angela Merkel faz boa figura pública acolhendo refugiados enquanto a França expulsa ciganos em comboios (ato do governo Sarkozy há alguns anos) e é a Frente Nacional de Marina le Pen que ameaça destruir de vez qualquer mito de solidariedade da cultura europeia. 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos