Christopher Nolan fala dos filmes e colegas concorrentes ao Oscar de melhor realizador - C7nema
Menu
RSS

 



Christopher Nolan fala dos filmes e colegas concorrentes ao Oscar de melhor realizador

Numa entrevista bastante curiosa ao Collider, o britânico Christopher Nolan falou de Dunkirk, da sua abordagem narrativa, o facto de pela primeira vez filmar algo baseado em eventos reais, e de ter consultado Steven Spielberg antes das filmagens do seu épico bélico. Para além disso, o cineasta deu ainda a sua opinião sobre os filmes e os realizadores que estão com eles nomeados aos Oscars na categoria de melhor realizador.

Sobre estes, Nolan mostrou-se bastante impressionado, contando ainda - em jeito de humor - que desde que tomou com  a estranha decisão de levar os seus filhos a verem Linha Fantasma, estes chamam-no de Sr. Woodcock  [referência à personagem interpretada por Daniel Day-Lewis] sempre que ele mostra alguma autoridade: "A minha esposa e eu tomamos a estranha decisão de levar os nossos filhos a ir ver [o filme] e, desde então, sempre que faço algo vagamente que eles apelidam de ditatorial, dizem "Oh, Sr. Woodcock, você é um espião? Saque a sua arma. Você tem uma arma?'. Tenho ouvido isso há semanas. E sempre que a Emma cozinha cogumelos agora, há um histerismo enorme"

Quanto ao filme em si, Nolan diz que já o viu um par de vezes e que assistir a ele em 70mm foi "um prazer". Já sobre Get Out, o realizador admite que quando o foi ver não sabia nada sobre o filme, para além de ter ouvido que era "ótimo": "Com que frequência você tem a experiência de ver algo que não tem ideia para onde vai, e então descobre que vai para um lugar muito mais interessante do que alguma vez imaginou", afirmou.

Sobre Lady Bird, o realizador diz que o filme o levou para um lugar familiar em "todos os bons sentidos": "Senti-me muito confortável. Senti como uma parte da vida que eu conhecia e tinha experenciado. Senti como uma memória. (...) É tão completo, na narrativa (...) é tão preciso".

Finalmente, e sobre A Forma da Àgua, Nolan diz que já conhece Guillermo Del Toro há muito tempo e sentiu que este era um dos filmes que vinham diretamente do coração do autor mexicano: "Quando vi o The Shape of Water,  sabia que este era um daqueles [filmes] que vieram diretamente do coração e da sua experiência pessoal de maneiras que não tenho ideia do que são, mas que sei serem totalmente sinceras (...) Achei isso muito, muito emocionante."



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos