Menu
RSS


«The Babadook» (O Senhor Babadook) por Hugo Gomes

A australiana Jennifer Kent, que foi assistente de Lars von Trier em Dogville, estreia-se na realização de longas-metragens com The Babadook (a extensão da sua curta Monsters de 2005), um filme que causou sensação no último Festival de Sundance e que foi descrito por quem o viu como aterrador e atmosférico, sendo este último ponto a sua força.

Deparamo-nos com um regresso aos medos primários de cada um, invocando a criança que há dentro de nós, aquele receio do "bicho-papão" ou do "monstro do armário" tão comum no nosso crescimento. Nesse sentido, Kent consegue elaborar situações familiares ao espectador, obrigando-o a olhar para a sua infância e a confrontar as suas primeiras fobias. Eis um exercício eficaz desta técnica, sem ceder ao susto fácil nem ser manipulador (como os muitos produtos industrializados que encontramos "ao pontapé"), muito graças à referida atmosfera e por um trabalho de câmara versátil fisicamente limitado pelo cenário, mas que eventualmente se perde, refém de pretensiosismo.

É sob essa ambição de contornar o território do terror, que The Babadook deixa visíveis as suas fragilidades: Jennifer Kent não consegue ilustrar a "aguçada" relação entre mãe e filho, o centro de toda a ênfase dramática, apesar dos desempenhos cativantes por parte de Essie Davis e do pequeno Noah Wiseman, deixando-nos com conexões incompletas e impasses "rochosos" no dinamismo narrativo.

O argumento é preguiçoso; depois de apresentada a ideia base - os medos infantis e a conversão destes num elo comum entre gerações - somos remetidos para um stock de colagens de outros elementos do género: possessões, traumas passados, paranóias e Poltergeists, invertem a premissa e acabam por transformá-la num mero produto rotineiro, a dever demasiado ao que já havia sido feito no círculo de terror série A. Mesmo assim, a técnica de Jennifer Kent é de uma perícia arrepiante, as sequências com que trabalha a escuridão são envolventes e, por momentos, testemunhamos algo verdadeiramente assustador, ou seja, há talento, falta inovação e maior controlo deste "monstro-papão".

O melhor - A escuridão como elemento simbiótico com a câmara de Kent.
O pior - Demasiado preso à sua ambição, mesmo não recorrendo ao susto fácil, acaba por ser rotineiro e desconexo.


Hugo Gomes



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos