Menu
RSS


«Punk In Africa» por Jorge Pereira

Punk_in_Africa_Film_still_3.jpg

«Punk in Africa» é um curioso documentário que conta algumas histórias pouco conhecidas do movimento punk em três países africanos: África do Sul, Moçambique e Zimbábue.
 
O filme vai desde os anos 70 até aos tempos mais recentes e foca-se muito na ideia da música como forma de combater a repressão governamental. No caso sul-africano, claro está que os tempos do Apartheid são o foco e é curioso analisar, ainda que sejam escassas as reais imagens dessa época, pequenos focos de constestação mascarados em música normalmente barulhenta de choque e com letras que tanto evocam a libertação dos negros, como atacam a imposição aos jovens brancos de seguirem carreiras militares.
 
Com dezenas de entrevistas, o filme segue uma ordem cronológica sequencial dos eventos, sendo sempre questionável o real impacto que a música teve nas mudanças. Ainda assim, é interessante ver algumas histórias pouco conhecidas, como a de bandas mistas (com negros e brancos) que estavam interditas de tocar, a proibição de brancos e negros dançarem juntos, o que impossibilitava muitos concertos, e a forma como se tentava ludibriar essas imposições.
 
Com música de bandas como os Suck, Wild Youth, Safari Suits, Power Age, National Wake, KOOS, Kalahari Surfers, The Genuines, Hog Hoggidy Hog, Fuzigish, Sibling Rivalry, 340ml, Panzer, The Rudimentals, Evicted, Sticky Antlers, Freak, LYT, Jagwa Music, Fruits and Veggies e Swivel Foot, este é um objeto curioso com algumas sequências em português pois Moçambique está na lista.
 
Ainda assim, e aqui é já responsabilidade dos entrevistados e dos movimentos em questão, o documentário perde algum fulgor quando abandona a África do Sul, o mais interessante caso dos países analisados e apresentados.
 

 
 Jorge Pereira
 


Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos