Menu
RSS

 



Festival de Veneza distingue Zhang Yimou

O grande chinês Zhang Yimou - vencedor por duas vezes do Leão de Ouro em Veneza (A História de Qiu Ju, 1992; e Nenhum a Menos, 1999) - vai ser distinguido este ano no certame com o prémio Jaeger-LeCoultre Glória ao Cineasta do 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza (29 de agosto a 8 de setembro de 2018).

A distinção será entregue a Yimou a 6 de setembro de 2018, na Sala Grande (Palazzo del Cinema), antes da estreia mundial do seu novo filme, Ying (Shadow), presente no evento fora de competição.

Quatro vezes em Competição no Festival de Veneza - para além dos já referidos cima, marcaram também presença no certame Esposas e Concubinas (que lhe valeu o Leão de Prata em 1991) e Keep Cool (1999) - Yimou é o único diretor que ganhou todos os prémios mais importantes do Festival de Veneza em menos de dez anos.

Sobre este reconhecimento, o diretor do Festival de Veneza Alberto Barbera declarou: “Zhang Yimou não é apenas um dos diretores mais importantes do cinema contemporâneo, mas com a sua produção eclética, ele representou a evolução da linguagem global do cinema, e ao mesmo tempo, o excepcional crescimento do cinema chinês. Zhang Yimou foi pioneiro graças à sua capacidade de traduzir autores, histórias e a riqueza da cultura chinesa em geral num estilo visual único e inconfundível. A sua estréia inesquecível, Red Sorghum (1987), adaptado do venecdor do prémio Nobel, Mo Yan, trouxe-lhe reconhecimento internacional como um dos diretores mais importantes da Quinta Geração".

Quanto ao seu novo filme, Ying (Shadow), este é de artes marciais (wuxia) sobre o conflito entre dois grupos feudais. Na China, durante o período dos Três Reinos (220-280 DC), um rei exilado e o seu povo desenvolvem um plano para recuperar o controle das suas terras. Os eventos são contados a partir dos pontos de vista do rei, da sua irmã, de um comandante, das mulheres presas no palácio real e de um cidadão comum.

A Jaeger-LeCoultre é pelo décimo quarto ano consecutivo patrocinadora do Festival de Veneza. Esta distinção já foi entregue a Takeshi Kitano (2007), Abbas Kiarostami (2008), Agnès Varda (2008), Sylvester Stallone (2009), Mani Ratnam (2010), Al Pacino (2011), Spike Lee (2012). , Ettore Scola (2013), James Franco (2014), Brian De Palma (2015), Amir Naderi (2016) e Stephen Frears (2017).

 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos