Menu
RSS

 



"Todos lo saben" que o 71º Festival de Cannes arranca hoje

A 71ª edição do Festival de Cannes arranca hoje com Asghar Farhadi à prova de fogo. Será que o iraniano consagrado, um dos nomes favoritos do Croisette, conseguirá estar à altura de tal tarefa? Recordamos que ano passado, Arnaud Desplechin e o seu Les fantômes d'Ismaël (Os Fantasmas de Ismael) silenciaram a imprensa com indiferença. Mas no caso do filme de hoje, Everybody Knows (Todos lo Saben), Farhadi contará com um dos casais mais queridos do cinema atual, Penélope Cruz e Javier Bardem, para um drama em jeito thrillera partir de uma reunião familiar - assim se pode ler na premissa e no trailer já divulgado há alguns meses.

É de relembrar que este ano as sessões de imprensa dos filmes da Competição decorrerão em simultâneo com a gala. Segundo Thierry Fremaux, esta decisão tem como objetivo “proteger os filmes”, recordando muitos dos exemplares “destruídos” pela crítica furtiva (à cabeça vem-nos os recentes Sea of Tree, The Last Face e Lost River).

Contudo, existe um fantasma que percorre os corredores do Palais. Todos questionam o que será de The Man who Killed Don Quixote do norte-americano Terry Gilliam. A decisão jurídica será revelada a partir de amanhã, estando Paulo Branco otimista em relação à justiça. Será que veremos o tão esperado e antecipado filme aqui em Cannes, ou haverá mudanças de última hora? Qualquer que seja o resultado, Portugal de certa forma entrou na discussão de muita da imprensa e críticos. Existe um medo, sim, e sobretudo uma espera. A espera de uma resposta.

Quando ao festival, este decorre até dia 19, contando com uma competição rica e, este ano, plena em descobertas, caras novas que contrastarão com veteraníssimos do cinema. Sim, falamos de Jean-Luc Godard e a possibilidade de vermos Le Livre d’Image como o seu “filme-testamento”, até porque existe também aqui uma espera. A queda de um gigante.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos