Logo
 Imprimir esta página

Guiões aproxima argumentistas e produtores; evento está a decorrer no cinema São Jorge

Elon não Acredita na Morte

Depois de um primeiro dia com casa cheia no cinema São Jorge, em Lisboa, a 4ª edição do Guiões, este ano associado ao FESTin, segue até dia 4. Neste sábado, entre os destaques estão a palestra do crítico de cinema Pablo Villaça e a entrega dos prémios aos projetos escolhidos pelo júri do evento.

Dois dos filmes que iniciaram a sua carreira no Guiões serão exibidos – o brasileiro Elon não Acredita na Morte, de Ricardo Alves Jr., obra que já passou por Roterdão e pelo IndieLisboa, e a antestreia lisboeta de Uma Vida Sublime, segunda longa-metragem de Luís Diogo.

Outro grande destaque será uma masterclass de três horas no domingo (04/03) do argumentista José Carvalho, que já trabalhou com Walter Salles e Fernando Meirelles e dirige uma das escolas mais fortes do Brasil no setor – a Roteiraria.

Luís Campos

Conforme explica ao C7nema o diretor do Guiões, Luís Campos, um dos grandes objetivos tem um caráter muito prático – que passa por permitir aos argumentistas exporem os seus projetos a produtores e, assim, concorrer a uma hipótese de ter o seu filme finalizado. Segundo Campos para a nova edição concorreram mais de 80 argumentos.

Durante o evento, os selecionados poderão promover os seus pitchings – fazendo apresentações de cinco minutos das suas ideias.

No primeiro dia houve um dos novos focos do Guiões este ano, o debate sobre as coproduções internacionais, que reuniu uma série de profissionais de relevo no São Jorge sob a alçada do PT CO-PROD. “Já existe uma forte tradição na relação cinematográfica entre Brasil e Portugal”, refere Campos, “Mas nós acreditamos que ainda é possível expandir muito mais o leque das coproduções. O nosso objetivo é ajudar a expandir a produção em língua portuguesa”.



Itens relacionados

Copyright © 1999-2018 C7nema. Todos os direitos reservados/All rights reserved.