Logo
 Imprimir esta página

Festival de Berlim descarta filmes em que trabalharam assediadores confessos

Dieter Kosslick, diretor do Festival Internacional de Cinema de Berlim, revelou hoje que descartou pelo menos cinco filmes da programação do evento pela existência de pessoas ligadas a essas produções que admitiram - nos últimos tempos - terem cometido abusos ou assédio sexual.

Num encontro com a imprensa estrangeira na Alemanha, relata o El Pais, Kosslick não citou os títulos dos filmes afetados, nem o nome dos envolvidos nos projetos, mas deu a entender que a medida é para continuar em edições futuras.

O diretor do certame sublinhou ainda importância do debate aberto pela campanha #MeToo e afirmou que esse movimento vai estar presente também na Berlinale, esperando que não haja nenhum tipo de problemas associados aos outros filmes que vão ser exibidos.



Itens relacionados

Copyright © 1999-2018 C7nema. Todos os direitos reservados/All rights reserved.