Menu
RSS


Locarno: Wang Bing é o grande vencedor, Isabelle Huppert e Portugal também saem premiados

Foram hoje divulgados os vencedores da 70ª edição do Festival de Cinema de Locarno, a decorrer desde 2 de agosto. O grande vencedor foi o cineasta chinês Wang Bing (cujos filmes A Fossa (2010)Três Irmãs (2012) tiveram já estreia comercial em Portugal) com o seu Mrs Fang, documentário em torno dos últimos dias de uma mulher de idade que é agricultora.

O prémio do júri foi atribuído a As Boas Maneiras de Juliana Rojas e Marco Dutra, em torno da amizade entre uma mulher rica em São Paulo e a ama da sua criança por nascer.

O prémio de realização foi para F.J.Ossang por 9 Doigts, co-produção franco-lusitana sobre um homem em fuga que herda uma fortuna de um homem moribundo que encontra na estrada. Este filme teve o apoio da produtora O Som e a Fúria e foi parcialmente rodado em Portugal.

A atriz Isabelle Huppert (recentemente nomeada para o Óscar por Ela (2016)) venceu o prémio de interpretação feminina por Madame Hyde de Serge Bozon, no papel de uma professora agressiva que muda de comportamento após ser atingida por um relâmpago.

O prémio de melhor interpretação masculina foi para o ator dinamarquês Elliot Crosset Hove por Vinterbrødre, sobre a luta entre dois irmãos com outra família.

Nas secções paralelas, Portugal viu-se vencedor com a curta-metragem, na secção internacional Pardi di domani, por António e Catarina de Cristina Hanes, em torno da relação entre um homem de 70 anos e uma mulher de 25; e uma menção especial na secção Cineasti del Presente para Verão Danado de Pedro Cabeleira. Outra co-produção portuguesa que se viu premiada nesta última secção foi Milla de Valerie Massadian, com o prémio especial do júri. 

O júri constituído por, entre outros, o cineasta português Miguel Gomes, foi presidido pelo cineasta francês Olivier Assayas.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos