Menu
RSS

 



Produção checa vence primeira Competição de Longas do MOTELx

O checo The Noonday Witch tornou-se no primeiro vencedor da “novíssima” Competição Europeia de Longas-Metragens do MOTELx. Com a conquista do Prémio Melhor Longa Europeia/Méliès d’Argent, o filme realizado por Jiri Sádek (com apenas 27 anos de idade), irá representar o festival em Lund, na Suécia, durante a Gala Anual da Federação Europeia de Festivais de Cinema do Fantástico. 
 
A representar também o MOTELx estará Post-Mortem, a curta de Belmiro Ribeiro, consagrado como a Melhor Curta Portuguesa, arrecadando assim os cinco mil euros de prémio. O júri descreveu o trabalho como possuidor de uma “macabra subtileza”. Enquanto isso, Palhaços, de Pedro Crispim, recebe uma menção honrosa. 
 
Porém, estes não foram os únicos prémios atribuídos no 10º MOTELx, o produtor e realizador Mick Garris, que fora um dos primeiros convidados do festival lisboeta e este ano membro do recém-formado júri da Competição de Longas-Metragens, recebe um Galardão Especial. Ruggero Deodato, o realizador do imortal e sempre controverso Holocausto Canibal, não saiu de “mãos abanar” da capital portuguesa, tendo sido laureado com o Prémio Mestres do Terror.
 
Mas o momento emocional destes seis dias de terror aconteceu no penúltimo dia com a entrega do Prémio de Carreira a António Macedo, um dos poucos realizadores a “fazer cinema de género em Portugal”. A cerimónia de entrega decorreu durante a estreia mundial de O Segredo das Pedras Vivas, uma longa-metragem que remexe superstições paleolíticas com bruxaria contemporânea, construído a partir de negativos originais de uma minissérie televisiva filmada pelo próprio há 25 anos atrás.  
 


Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Contactos

Quem Somos

Segue-nos