Menu
RSS


Cannes (dia 7): quando é o mainstream que surpreende

 

Um dia de desilusões e algumas surpresas vindas do campo mais inesperado ... do mainstream. Cannes é um festival que transpira cinema de autor, aqui existe sim um grande fascínio pelos artesãos acima dos seus "produtos", e, obviamente, um enorme interesse em encher o seu tapete vermelho. Falando em tapete, vale a pena salientar o protesto da equipa de Aquarius contra a situação politica atual brasileira e obviamente a extinção do Ministério da Cultura. Mas quanto ao filme, falaremos em próximos capítulos.

A maratona arranca com um autêntico "balde de água fria": Julieta, o filme que poderia recolocar Pedro Almodóvar no mapa é um produto poeirento e sem rigor cinematográfico. O cineasta espanhol por detrás de obras como Má Educação, Fala com Ela e o incontornável Tudo Sobre a Minha Mãe, apresentou à imprensa, numa manhã solarenga, um filme contado em duas vozes temporais, porém, sincronizadas na banalidade do território telenovelesco e dos lugares-comuns que funcionam como marcas autorais. Esta Espanha colorida e burguesa impressionou poucos e com isto a imprensa espanhola possui, novamente, motivos para tecer artigos de ódio ao realizador, tudo isto depois do escândalo dos Papéis do Panamá.

Talvez um pouco mais sóbrio, Jeff Nichols levou o seu Loving a Cannes, um filme que respira mais a Óscares do que à Palma de Ouro. Com o mediatismo em relação à campanha eleitoral de Trump, obras como estas merecem sobretudo um maior destaque: o reacender de um polémico caso dos anos 50, onde o estado de Virginia proíbiu o casamento entre duas pessoas de etnias diferentes, converteu-se num filme competente mas nada mais ... Sim, a afirmação dos Óscares não foi feita em relação à qualidade, visto que os prémios t^wm um cariz mais político do que supostamente cinematográfico.

Agora a surpresa. Incrivelmente esta vem de The Nice Guys, a rendição de Shane Black após o desastroso (apesar dos fãs não admitirem, mas ele sim) Iron Man 3. A sua experiência na Marvel Studios revelou-se numa deceção, sendo que a sua aposta num neo-noir vintage e ousado tenha sido a melhor opção. Ryan Gosling está impagável, fazendo dupla com um Russell Crowe sob uns "quilinhos a mais", mas preservando uma química bem ritmada. Com referências ao black e sex exploitation dos anos 70, assim como à indústria pornográfica em ascensão, The Nice Guys é o filme que Kiss Kiss Bang Bang não conseguiu ser. E divertido o quanto baste.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos