Menu
RSS


Cannes (dia 5 e 6): Quando Jim Jarmusch mostra todo o seu encanto

Paterson

Marion Cottilard prova em Mal de Pierres o porquê de ser uma das atrizes franceses mais cobiçadas do momento, o seu desempenho, mesmo não sendo o melhor da sua carreira, faz dela uma potencial candidata ao Prémio de Melhor Atriz, e tendo em conta a edição do ano passado, sabemos o quanto Cannes gosta de premiar atores “nativos”. Dirigido pela realizador Nicole Garcia, Mal de Pierres é um romance obsessivo que reúne variados ingredientes como adultério, loucura (fou) e compaixão. Para além da atriz, Louis Garrel e Alex Brendemühl preenchem o ecrã. O primeiro, provando que é um dos grandes galãs do atual cinema francês. 
 
Na secção Un Certain Regard, a ética é questionada com Apprentice, do singapurense Boo Junfeng, uma drama negro sobre um jovem que candidata-se ao cargo de Guarda Prisional, acabando por ser um ajudante do carrasco da Ala dos Condenados à Morte. É um filme ditado pelo dilema, mas conduzido com garra e rigor por parte Junfeng, os desempenhos são uma mais valia e aquele final, sim senhor, arrebatador, o qual persegue-nos até mesmo depois da sessão. O debate está lançado e Apprentice conseguiu esse feito.
 
Enquanto isso, Jim Jarmusch conseguiu conquistar tudo e todos com uma das potenciais obras-primas. Patterson é um retrato emocional do trabalho literário de William Castle Williams. Um filme enraizado na sua poesia que “desenha um circulo” de rotinas para depois quebrá-lo com uma pausada postura. Existe nesta obra protagonizada por Adam Driver e a futura estrela Golshifteh Farahani (apostamos nisso), uma espécie de best-of do cinema de Jarmusch, desde as conversas triviais de Coffee and Cigarette, até ao experimentalismo de Limites do Controlo e a singeleza de Broken Flowers. Até à data é dos melhores na secção competitiva.
 
 
Personal Shopper
 
Menos feliz foi Personal Shopper, a nova colaboração de Olivier Assayas com Kristen Stewart, dois anos depois de Clouds Sil Maria (obra que garantia à atriz norte-americana o César de Melhor Secundária Feminina), foi vaiado no seu primeiro visionamento para a imprensa. Trata-se de uma proposta bem diferente daquelas que os “visitantes” da competição de Cannes estão habituados a assistir. Assayas explora o terror e outros elementos sobrenaturais como o espiritismo e quando os invoca, atinge exactamente o ponto preciso. Personal Shopper consegue ser mais aterrorizante que 90% dos “verdadeiros” filmes de terror que chegam aos nosso cinemas. Acrescento ainda que Stewart está em muito boa forma. 
 
Jeff Nichols, Brillante Mendoza, Pedro Almodóvar e Kleber Mendoça Filho são os próximos concorrentes a entrar em palco. 
 


Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos