Menu
RSS


Cannes (dia 1): Woody Allen lança um raio de luz num dia cinzento em Cannes

O tempo pode não ter ajudado o festival mais mediático do Mundo a recuperar o seu glamour no primeiro dia, mas o filme de abertura, Café Society, sim. A escolha de Woody Allen como o comité de boas-vindas, a terceira vez para ser mais exato, não foi fruto do acaso, nem sequer pelo prestigio de tão veterano cineasta abrir a edição. A seleção surgiu simplesmente pela sua fé no Cinema, da mesma maneira que Berlim arrancou com Avé César, dos irmãos Coen. O restauro da idade de ouro, o cinema como potência, quer industrial, artistica, expressiva, por outras palavras – cinema é a vida com todos aqueles aborrecidos cortes (citando Hitchcock).

E os festivais precisam urgentemente acreditar (ou fazer acreditar) que ainda existem vestígios de magia no cinema, o brilho ainda se transmite no tão lendário tapete vermelho, o fascínio maior que as estrelas, a para com os filmes. Em dias que se discute o fim ou o salvamento do cinema como o conhecemos - os variados debates sobre a ou não ativação da plataforma Screening Room, uma ideia de visualização caseira de Sean Parker (cofundador do Facebook) que tem causado ira a distribuidores e exibidores – é importante sobretudo não "desligar a máquina" e tentar esperençosamente que filmes "embebidos" ou que invocam a grandiloquência que o cinema de sala obtera, poderão servir, quem sabe, como relembrança de que o Cinema sem sala é o mesmo que Praia sem sol.

Tal como a escolha do filme, esta comparação não foi pura casualidade. O tempo cinzento e chuvoso parece ter impedido esta nova edição arrancar sob uma demonstração da sua total fotogenia, porém, a nova obra de Woody Allen foi capaz disso, mostrar como o Cinema consegue ser uma ... fantasia ... uma bela fantasia.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos