Menu
RSS

 



Mais três filmes portugueses no Festival de Berlim

As produções nacionais Posto Avançado Do Progresso, Eldorado XXI e Rio Corgo vão marcar presença na secção Fórum da 66ª edição do Festival de Cinema de Berlim, evento que decorre na capital alemã entre 11 e 21 de fevereiro.

Posto Avançado do Progresso [na imagem acima} é a terceira longa–metragem de Hugo Vieira da Silva (Swans) e baseia-se na obra homónima de Joseph Conrad. Com Nuno Lopes, Ivo Alexandre e David Caracol no elenco, o filme passa-se no final do século XIX, no momento em que dois colonizadores portugueses desembarcam nas margens do Rio Congo para coordenarem um posto comercial de marfim. À medida que o tempo passa, começam a desmoralizar pela sua incapacidade de enriquecer à custa do comércio de marfim. Sentimentos de desconfiança mútua e mal-entendidos com a população local isolam-nos no coração da floresta tropical. Confrontados um com o outro iniciam uma caminhada em direção ao abismo.


El Dourado XXI

El Dourado XXI é o mais recente projeto de Salomé Lamas (Terra de Ninguém) e centra as atenções numa assombrosa e misteriosa parcela da realidade etnográfica; A comunidade instalada em maior altitude no mundo, La Rinconada y Cerro Lunar (5500m), nos Andes peruanos.

Finalmente, Rio Corgo é um documentário de Maya Kosa e Sérgio da Costa. Estreado no último Doclisboa, nesta obra seguimos Silva, um velho vagabundo que chega a uma aldeia portuguesa isolada. Conhece Ana, com quem cria uma relação de amizade e iniciação. Fascinada por este homem com uma história de vida romanesca, a jovem desliza progressivamente para o seu universo imaginário, povoado de seres sobrenaturais, dos quais a figura principal é a amada e defunta Carolina. Mas Silva sofre estranhas crises que o levam inevitavelmente para o hospital, onde uma dúzia de mulheres benevolentes entram nele.


Rio Corgo

Vale a pena recordar que, para além destes filmes, Portugal vai estar ainda representado em Berlim com as curtas-metragens A Balada de Um Batráquio, Freud und Friends e L'oiseau de la nuit, e com a longa-metragem Cartas da Guerra, a qual vai concorrer ao Urso de Ouro.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos