Menu
RSS

 



Thriller a envolver narcotráfico abre edição lisboeta da Cinefiesta

El Niño, um dos grandes fenómenos de bilheteira em Espanha este ano, é uma história policial passada próxima a Gibraltar, onde dois agentes estão empenhados em combater o que consideram ser a maior rota de entrada de drogas para a Europa. Na realização de El Niño está Daniel Monzón, cujas obras anteriores, que incluem Cela 211, lançado em Portugal há quatro anos, receberam diversos prémios no seu país. O cineasta estará em Portugal para a sessão de abertura.

O Cinefiesta realiza-se de 4 a 6 de dezembro em Lisboa (cinema São Jorge e Cinemateca) e nos dias 4 e 9 no Porto (teatro Rivoli e cinema Passos Manuel, respetivamente), trazendo obras históricas e uma pequena mostra do mais recente cinema espanhol. Dos novos títulos da cinematografia espanhola ainda mais quatro obras de ficção serão exibidas na capital.

Outro dos grandes destaques de 2014 no país vizinho foi La Isla Minima, bem-sucedido no box-office e vencedor de três prémios em San Sebastián. A história gira em torno de dois detetives que investigam um serial killer. A atriz Nerea Barros apresentará o filme. Igualmente importante é Vivir Es Fácil con los Ojos Cerrados, um dos grandes líderes de prémios no ano passado e selecionado para ser o candidato espanhol aos Oscars de Melhor Filme em Língua Estrangeira. O enredo passa-se na década de 1960, onde os três protagonistas fazem uma viagem para tentar conhecer John Lennon, que rodava um filme em Almería.


Las Isla Minima

Musarañas, por sua vez, ainda nem estreou na sua terra natal, tendo já passado por Toronto, Sitges e San Sebastián. Com produção executiva de Alex de la Iglesia e com duas beldades no elenco (Carolina Bang, de Las Brujas de Zagarramurdi, e Macarena Gomez, de Blancanieves), a obra é um drama com toques de terror – sobre um homem que vai parar dentro da casa de uma mulher com agorafobia e passa a ser uma espécie de prisioneiro. Por fim, a animação familiar Dixie Y la Rebelión Zombie completa o programa na área da ficção.

Em parceria com a Cinemateca, estão incluídos o documentário Dos Memorias, de Jorge Semprún, sobre a Guerra Civil Espanhola e um trabalho de Orson Welles, Campanadas a Medianoche. Outro destaque será o concerto, no mesmo local, de Jordi Sabatés, que vai musicar as obras pioneiras de Segundo de Chomón, um dos primeiros realizadores do país.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos