Menu
RSS

 



«A Fold in My Blanket» vence Queer Lisboa

Teve esta noite lugar a Sessão de Encerramento do Festival de Cinema Queer Lisboa 17. A Fold in My Blanket, de Zaza Rusadze, foi o grande vencedor do Festival ao arrecadar o prémio de Melhor Filme. Segundo o júri, composto por Andrei Rus, Cinta Pelejà e Gustavo Vinagre, esta obra constrói "uma coreografia sobre a memória, sobre a intimidade relacionada com a história política de um país."

Ainda nesta secção, destaque para a Menção Honrosa entregue a Joven y Alocada (Chile, 2011), de Marialy Rivas, enquanto Facing Mirrors, de Negar Azarbayjani, foi considerado o Melhor Filme pelo Público.

O Queer Lisboa 17 encerra assim esta edição, tendo exibido 93 filmes de 26 diferentes países, com um acréscimo de público nas suas sessões de cinema que decorreram durante 9 dias no Cinema São Jorge, tendo ultrapassado a os 8 mil espectadores.

Lista dos Vencedores:

Competição para a Melhor Longa-Metragem

Melhor Longa-Metragem: A Fold in My Blanket, de Zaza Rusadze.
Menção Honrosa: Joven y Alocada, de Marialy Rivas.
Melhor Ator: Edward Hogg em The Comedian
Melhor Atriz: Alicia Rodríguez em Joven y Alocada
Prémio do Público: Facing Mirrors, de Negar Azarbayjani.

Competição para o Melhor Documentário

Melhor Documentário: Quebranto, de Roberto Fiesco.
Prémio do Público: Born Naked, de Andrea Esteban.

Competição para a Melhor Curta-Metragem

Melhor Curta-Metragem: Benjamin's Flowers, de Malix Erixon.
Melhor Curta-Metragem Portuguesa: Pedro, de Dário Pacheco e José Gonçalves
Prémio do Público: MeTube: Augusts Sings Carmen 'Habanera', de Daniel Moshel

Competição de Filmes de Escola

Melhor Curta-Metragem: Depois dos Nossos Ídolos, de Ricardo Penedo.
Menção Honrosa: Atomes, realizado por Arnaud Dufeys.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos