Menu
RSS

 



Jon Mikel Caballero fala de «Cenizo», a curta vencedora do Fantasporto

A entrega de prémios do Fantas 2017 foi marcada pelo video de agradecimento de Jon Mikel Caballero, de Cenizo, que a certo ponto explodiu. Uma das presenças mais bem dispostas do Fantas falou com o c7nema no rescaldo do prémio de Melhor-Curta Metragem do festival portuense. Na curta seguimos uma familia prestes a ser despejada da sua própria casa. Mas a filha, que vê o pai como um grande herói, imagina que ele vai dar a volta à situação.

Com surgiu a ideia de Cenizo?

Em 2014 em Espanha havia imensos despejos. Ainda é um problema agora, mas nessa altura foi um grande choque. Ver as pessoas perder as suas casas é uma coisa cruel. Por isso decidi contar este problema espanhol para o público internacional, atrás do mundo fantasioso de uma jovem menina. As crianças não percebem de contratos nem de papeladas, por isso dei um olho inocente e até absurdo ao que se passava.

Como foi financiado?

Recebemos um financiamento público do Governo de Navarra, a região de Espanha onde eu nasci. O resto foram as minhas poupanças. Eu penso honestamente que conseguimos com que o filme pareça mais "caro", o que foi conseguido através da nossa imaginação e da ajuda das pessoas que trabalharam no filme.

Como foi a tua visita ao Fantasporto?

Foi fantástico. O Fantas é um dos melhores festivais de cinema fantástico do mundo, e sempre quis ter um filme lá. Conseguimos com o Cenizo e fomos ao Porto. A equipa do festival é muito simpática e a atmosfera perfeita por o género. Conhecemos outros realizadores da área. Foi uma experiência a repetir.

Tens algum novo projeto?

Estou a trabalhar na minha primeira longa-metragem, El increíble finde menguante (O Fantástico Fim-de-Semana que encolhe). Planeamos filmar este verão. Não tem um grande orçamento, mas temos um grande amor pela história e as personagens, e muuita esperança que o público goste.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos