Menu
RSS

Amazonas despem-se para «Justice League»

Justice League estreia já nos cinemas nacionais esta quinta-feira (16 de novembro) mas um pormenor de guarda-roupa está já a causar a ira de alguns fãs. 

Em causa está a indumentária usada para vestir as amazonas do universo Wonder Woman. No filme com a "mulher maravilha" estreado este verão, notou-se um cuidado especial em vestir as mulheres, sem as sexualizar em demasia obtendo roupas efetivamente práticas. Ora, no filme que os espectadores poderão assistir a partir de quinta-feira, temos este grupo bem mais despido. No lugar das armaduras, temos biquínis. 

O site Golden Lasso fez já questão de comentar a opção adotada por Justice League e ilustrada na foto acima, dizendo o seguinte: "O retrato empoderador das personagens femininas, incluíndo a técnica de combate e a cultura estilizada das Amazonas foi uma das coisas que os fãs mais adoraram sobre" o filme de Patty Jenkins (Wonder Woman). O artigo prossegue, comparando o visual destas novas Amazonas ao de mulheres bárbaras de um jogo de Dungeons & Dragons. "Porquê mexer com a perfeição? Oh, certo. A equipa de realizadores e executivos composta só por homens queria que as mulheres lutassem em biquínis.". De salientar que também o designer do guarda-roupa "mudou de género" entre os dois filmes, por assim dizer: em Wonder Woman, era Lindy Hemming; em Justice League temos o figurinista Michael Wilkinson (Twilight).

 

 

«A Fábrica do Nada» vence Festival de Sevilha

A Fábrica do Nada, filme de Pedro Pinto, acaba de conquistar o prémio máximo do Festival de Sevilha: o Giraldillo de Oro. 

Tal como no artigo publicado por nós há umas horas atrás, Sevilha tem vindo a trabalhar sobre uma ideia de Europa, acabando por conferir também a este triunfo um carácter político - a obra trata afinal dos efeitos da crise da zona Euro; a quebra de um projeto europeu que este festival soube, como poucos, mostrar existir uma saída para novas narrativas. 

O júri decidiu atribuir o Grande Prémio (2º lugar) a Western, de Valeska Grisebach. Foi ainda atribuída uma menção especial ao novo filme de Lucrecia Martel (Zama), enquanto que o Prémio de Realização foi para Barbara de Mathieu Amalric. 

Segue-se então o palmarés completo: 

GIRALDILLO DE ORO
A fábrica de nada, de Pedro Pinho

GRAN PREMIO DEL JURADO
Western, de Valeska Grisebach

MENCIÓN ESPECIAL DEL JURADO
Zama, de Lucrecia Martel

PREMIO A LA MEJOR DIRECCIÓN
Barbara, de Mathieu Amalric

PREMIO AL MEJOR GUION
A Violent Life, de Thierry de Peretti

PREMIO A LA MEJOR ACTRIZ
Selene Caramazza por Corazón puro

PREMIO AL MEJOR ACTOR
Pio Amato por A Ciambra

PREMIO A LA MEJOR DIRECCIÓN DE FOTOGRAFÍA
Maria Von Hausswolff por Winter Brothers

PREMIO A LA MEJOR PELÍCULA DE LA SECCIÓN LAS NUEVAS OLAS
Niñato, de Adrián Orr

PREMIO ESPECIAL LAS NUEVAS OLAS (ex aequo)
The Wild Boys, de Bertrand Mandico e Pin Cushion, de Deborah Haywood

PREMIO NUEVAS OLAS NO FICCIÓN
Distant Constellation, de Shevaun Mizhari

PREMIO A LA MEJOR PELÍCULA DE LA COMPETICIÓN OFICIAL RESISTENCIAS
Ternura y la tercera persona, de Pablo Llorca

PREMIO DELUXE
El mar nos mira de lejos, de Manuel Muñoz Rivas

PREMIO EUROPA JUNIOR
El malvado zorro feroz, de Patrick Imbert, Benjamin Renner

PREMIO CINÉFILOS DEL FUTURO
Just Charlie, de Rebekah Fortune

GRAN PREMIO DEL PÚBLICO
Insyriated, de Philippe Van Leeuw

PREMIO EURIMAGES A LA MEJOR COPRODUCCIÓN EUROPEA
L’intrusa, de Leonardo di Costanzo

PREMIO ROSARIO VALPUESTA AL MEJOR CORTOMETRAJE PANORAMA ANDALUZ
El mundanal ruido, de David Muñoz

PREMIO ESPECIAL ROSARIO VALPUESTA A LA CATEOGRÍA ARTÍSTICA (DIRECCIÓN)
Ayer o anteayer, de Hugo Sanz Rodero

Louis C.K. e Jeffrey Tambor também apanhados em escândalos de assédio sexual

Os atores Louis C.K. (na imagem acima) e Jeffrey Tambor (imagem abaixo), conhecidos pelos seus papéis cómicos nas séries de televisão Louie e Transparent, respetivamente, são as mais recentes adições à lista de acusados por crimes de assédio sexual. 

Louis C.K. é acusado por cinco mulheres de se ter masturbado (ou de ter tentado) em frente delas. Isto levou à suspensão imediata da estreia do seu filme I Love You, Daddy, assim como uma entrevista agendada com Stephen Colbert no seu talk show. 

Já no caso de Jeffrey Tambor, a alegação partiu de um post privado no Facebook de uma sua ex-assistente, Van Barnes. Esta mulher acusou-o de ter feito comentários inapropriados, de a ter apalpado, e ameaçado com um processo caso ela falasse sobre o assunto. A série Transparent não está neste momento em fase de rodagem - a Amazon encontra-se a falar com Tambor e respetiva equipa, e a criadora da série, Jill Solloway, mostrou-se igualmente disponível a cooperar com a investigação num comunicado entretanto divulgado. 

 

Ridley Scott retira Kevin Spacey de «All The Money In The World»

 

O escândalo Kevin Spacey continua a dar cartas. Depois da Netflix ter anunciado que o ator não voltaria a fazer parte de qualquer das suas produções originais, foi a vez de Ridley Scott (Alien, Blade Runner) avançar.

O realizador anunciou que vai substituir o ator, presente em várias cenas do seu novo filme All The Money in the World a interpretar Jean Paul Getty, por Christopher Plummer, numa jogada minimamente desconcertante e inédita. Já tínhamos testemunhado algo do género com um ator entretanto morto, mas nestas condições, é difícil recordar caso semelhante. 

Michelle Williams e Mark Wahlberg, outros nomes do elenco que contracenavam com Spacey, já concordaram com as refilmagens, de acordo com a Screenrant. All The Money in the World, que tinha assim data de estreia marcada para o próximo mês, em época alta de prémios (em que Spacey era ironicamente um dos fortes candidatos na categoria de ator secundário, com a forte caracterização a ajudar - ver imagem acima), terá assim um parto ainda mais complicado para ficar pronto a ser exibido à data, apesar de não haver para já indicações que o filme será adiado para 2018. 

 

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos