Menu
RSS


«The Old Man and the Gun» (O Cavalheiro com Arma) por Jorge Pereira

Com quase seis décadas de carreira, Robert Redford despediu-se (alegadamente) da carreira de ator com este The Old Man & the Gun, filme baseado em factos verídicos sobre um assaltante de bancos sexagenario, cordial e charmoso, que com dois comparsas (Danny Glover e Tom Waits) assaltou dezenas de bancos, fazendo a cabeça em água à polícia (Casey Affleck) e ao FBI.

Adaptando a peça jornalística homónima de 2003, escrita por David Grann, do The New Yorker, o realizador David Lowery (A Ghost Story e Ain't Them Bodies Saints) apresenta uma personagem aparentemente menos complexa do que na realidade Forrest Tucker foi, optando por um retrato ligeiro, muitas vezes romantizado, glamorizado e certamente estilizado às décadas em que decorre, mas sempre num registo morno com um piscar de olho ao romance (na figura de Sissy Spacek) e pitadas de humor que sobrevivem essencialmente do carisma do ator. O resultado é um filme mais escapista e que vive mais da superficialidade de um fait divers, do que profundo na desconstrução do seu protagonista,

Redford sempre transbordou a pinta de um "bad boy" repleto de magnetismo e cordialidade ao longo do seu percurso no cinema, muitas vezes em papéis de fora-da-lei, sendo Dois Homens e Um Destino (1969) e A Golpada (1973) dois dos seus protagonismos mais marcantes, e aqui ele volta a ter essa dinâmica de outrora numa personagem envelhecida que mantém em si uma alma marginal. Se Danny Glover dizia no seu Arma Mortífera que estava demasiado velho para certas coisas (I'm Too Old For This Shit), Redford recusa essa ideia, mantendo-se o que sempre foi, com mais ou menos rugas.


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos