Menu
RSS

 



«Le Doudou» (Ursinho Procura-se) por Jorge Pereira

Duas gerações de comediantes - Kad Merad e Malik Bentalha - juntam-se numa comédia repleta de malapatas que parte de um princípio muito simples: se em Nova Iorque Fora de Horas (1985) uma série de peripécias acontecem na vida do nosso protagonista após perder 100 dólares num taxi, ou no também francês Babbysitter o caos é lançado (ao estilo Hangover e Project X) quando um jovem desaparece e tem de ser encontrado, aqui é a filha de Merad que perde o seu urso de peluche e desencadeia uma busca incessante que vai levar os nossos comediantes a passar por inúmeros espaços e a conhecer uma enorme quantidade de personagens secundárias capazes de segurar cada um dos sketchs que compõem esta fita.

Embora pastelão e previsível no último terço, numa tentativa de filme familiar repleto de lugares comuns nas relações emocionais, vangloria-se o caminho até lá, com ninguém a ficar ileso ao amontoado de situações slapstick e piadas negras já há muito arredadas do cinema de Hollywood pelo politicamente correto e desuso. E se vos der comichão a gag imediata servida na pista do aeroporto aos portugueses, pensem na "violência" da graçola a uma velha mulher da resistência aos nazis que agora tem apetência a dizer no seu lar "Sig Heil".

Com isto e sem nunca deslumbrar ou encantar - e de estarmos perante um objeto mercantil no topo da cadeia alimentar do crowd pleaser à francesa - é inegável que há bastantes motivos para aplaudir a audácia de vários momentos de humor, onde não falta mesmo a velhinha repetição de elementos ("Hello Sir") para trazer uma chama de entretenimento para massas sem medo de ser considerada ofensiva nesta era millennial onde os humoristas cada vez têm de ter mais cuidado com aquilo que dizem.


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos