Menu
RSS


«Bright» por Jorge Pereira

Marginalidade e violência sempre estiveram casados no Cinema de Ayer, o qual é conhecido por filmes onde a dureza das forças da lei leva-os muitas vezes a ultrapassar os limites e ao mundo das ilegalidades (basta lembrar os guiões Dia de Treino, Azul Escuro ou Fim de Turno). Tudo embalado num tom visceral e cru, algo que foi sempre a sua assinatura autoral desde os tempos do seu primeiro Tempos Cruéis.

A isto acrescente-se o seu constante fascínio por figuras renegadas, como as que vimos em Reis de Rua, Sabotagem, Fúria, e, claro, Esquadrão Suicida. Foi aliás a este último que Ayer foi buscar Will Smith para este Bright, uma incursão fantasista por um mundo mágico e oculto, sem nunca abandonar os tiques do seu Cinema, onde se inclui ainda uma linguagem cinematográfica entre o videoclipe e o videojogo, com uma espetacularidade visual mais Zack Snyder que Michael Bay.

Seria fácil por isso, e bastante preguiçoso do nosso lado, dizer que este mundo de Humanos, Orcs, Elfos, Senhores das Trevas, Várinhas Mágicas, "Brights" e cultos obscuros (os Inferni, uma espécie de Illuminati 2.0) mostram a bagunça tremenda que é o argumento desta produção Netflix, mas não caiam num erro de paralaxe simplista: Bright tem muita coisa interessante para ver no meio dos seus abundantes tiros no escuro, redundâncias e personagens pouco exploradas.

Desde logo o seu tom jocoso e despreocupado "camp", que nunca leva ação muito a sério, com um Will Smith a fazer regressar o seu humor "cool", uma vilã estilosa, sombria e implacável (Noomi Rapace), uma metafórica temática política e social do culto da diferença (na figura de um Orc em particular e dos Orcs, em geral - em espírito há por aqui dedo de Neill Blompkamp) e uma Elfo que parece ser um cruzamento da Leloo do Quinto Elemento e do Legolas de Senhor dos Anéis.

No final, o resultado é uma nova franquia, quer queiram, quer não. Ayer não cria nada de novo, mas qual DJ, qual quê, pega em velhos temas, e personagens, mistura tudo num "set" de quase duas horas e cimenta todo um novo mundo para além do realismo orgânico e das relações pessoais de homens (e Orcs) que têm de mostrar o seu valor e confiar uns nos outros com a sua própria vida.


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos