Menu
RSS


«Contratiempo» por Jorge Pereira

Depois de em 2012 ter dado nas vistas com El Cuerpo, um curioso thriller que se centrava no desaparecimento misterioso de uma mulher que estava encerrada numa câmara frigorífica numa morgue, o catalão Oriol Paulo regressa com Contratiempo, um whodunnit de contornos hitchcockianos - onde até não faltam janelas indiscretas - que recorre a elipses para contar a história de um assassinato num hotel.

Perceba-se que tudo é visto a partir do que Adrián (Mario Casas), o acusado de assassínio, e Virginia Goodman (Ana Wagener), uma advogada que o prepara para o testemunho em tribunal, os quais vão falando e especulando, de forma a encontrar a melhor defesa possível.

Jogo de mentiras, meias verdades, e tremendos enganos, Contratiempo acaba por se arruinar no último terço, mostrando essencialmente que as reviravoltas que quer mostrar condicionam tudo o resto, tendo o espectador forçosamente de suspender  os sentimentos de descrença para conseguir «engolir» toda esta história recheada de situações recambulescas.

Não ajuda também o desempenho dos atores, em especial o pouco expressivo e monocórdico Casas, o qual assume um papel que necessitava mais crueza e frieza para se revelar marcante e carismático. Já Wagener mostra mais destreza a espaços, isto numa personagem que se revela vital para todo o processo. Destacam-se mais assim os secundários, com Jose Coronado e Bárbara Lennie a habitarem habilmente os corpos dos pais de um rapaz assassinado.

De resto, Oriol sabe criar a atmosfera, filmar e montar a sua obra de maneira a prender-nos minimamente até ao final. Pena é o desenlace, capaz de surpreender tudo e todos, mas não de convencer.


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos