Menu
RSS


«Close-Knit» por André Gonçalves

A arte do tricô como mecanismo de escape para frustrações ou traições, para acalmar, para seguir em frente. Podia ser um bom resumo para "Close-Knit", vencedor do Teddy Award no Festival de Berlim deste ano. As agulhas e os novelos de lã, acabam assim por unir todos os personagens desta narrativa, por formar o que ainda não pôde ser materializado, ou até em jeito de luto pelo que foi desmaterializado.

Começamos a acompanhar a jovem Tomo de 11 anos, que tem que lidar com uma mãe alcoólica, que um dia decide simplesmente desaparecer da sua vida. Tomo decide então recorrer ao seu tio Maiko. Só que este tem um segredo por contar: vive atualmente com Rinko, uma transgénero (masculino para feminino) já com a operação de mudança de sexo materializada, mas ainda fazendo um luto muito particular até efetuar a mudança no registo civil. Toma Ikuta assume aqui muitíssimo bem esta responsabilidade de representar esta mulher finalmente com o género a fazer match à sua identidade, mesmo que o papel mais complicado aqui presente se venha a revelar até moralmente bastante simples...

A partir daqui, procede um tradicional filme de reacolhimento - passando por etapas em si previsíveis (frustração, reencontro, vontade de ficar), mas num tom contemplativo muito característico do cinema oriental, que apresenta aqui e ali soluções inventivas (como uma sequência a lembrar lições de comunicação de jardim-escola). A frustração familiar encontra também outras histórias paralelas, desde o colega de escola de Tomo a descobrir a sua própria orientação sexual fora da norma, à própria avó de Tomo que está num lar, lar onde trabalha Rinko por sinal.

Estas histórias têm as suas resoluções, mas a certo ponto, parece que a cineasta Naoko Ogigami tece demasiados novelos para o seu próprio bem - além de não escapar aqui e ali a maniqueísmos, esses sim, universais. Nada que prejudique muito a sensação de doçura final com que o filme nos deixa, no entanto. E a vontade de experimentar tricô para colmatar as nossas próprias frustrações.

 

André Gonçalves



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos