Menu
RSS


«Denial» (Negação) por Jorge Pereira

A negação do Holocausto, defenido por quem o faz como revisionismo histórico, e contra-atacado como puro antissemitismo, assumiu nas últimas décadas uma nova força, ao ponto das autoridades criarem legislação que o proíbe em paises como França, Austria e Roménia.

Denial (Negação) acompanha um dos casos mais famosos dos anos 1990-2000, quando o "especialista na Segunda Guerra Mundial" e negacionista David Irving levou a tribunal a Penguin Books, editora da norte-americana Deborah Lipstadt. Irving acusou Lipstadt de calúnia e difamação, protestando que as afirmações desta no livro Denying The Holocaust estavam a prejudicar a publicação das suas obras e o descareditavam perante os "seus pares". Dadas as particularidades da justiça inglesa, Lipstadt teve de enfrentar o tribunal, e através da sua defesa provar que o Holocausto realmente aconteceu.

Construído de forma académica como um típico drama de tribunal, Negação tem na temática a sua força, mas nunca consegue abandonar as limitações de parecer um objeto televisivo formatado e previsivel, no qual o realizador Mick Jackson parece ser o principal responsável,  já que apesar de ter projetado algumas obras para o Cinema, como O Guarda-Costas, grande parte da sua filmografia é para TV e parece já moldado para o pequeno ecrã. Talvez por isso esta fita tenha os mesmos problemas de Página Oito, um thriller também trabalhado pelo realizador Mick Jackson e pelo argumentista David Hare, mas que acertadamente se definiu automaticamente como um telefilme.

E se a temática revela-se cada vez mais fulcral numa Europa que cada vez mais dá força à sua extrema-direita e ao populismo, a forma como tudo é apresentado nas telas revela-se pouco inspirada, não indo além de uma "homenagem" a Lipstadt e a todos os sobreviventes do Holocausto que têm de reviver o processo novamente com a sua negação sistematica (Irving é apenas um dos negacionistas).

Ainda assim e apesar disto tudo, há que elogiar o trabalho dos atores, em particular de Timothy Spall, que na sua representação de David Irving consegue superar uma Rachel Weisz em "piloto automático" e um Tom Wilkinson limitado ao seu estatuto de ator secundário por aqui.

O Melhor: A temática, os atores
O Pior: Nunca sai do drama de tribunal pueril


Jorge Pereira



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos