Menu
RSS


«Manoel de Oliveira: 50 Anos de Carreira» por Paulo Portugal

Apesar de se tratar apenas de um programa de televisão, realizado por José Nascimento e coordenado por Augusto M. Seabra, este documento de aproximadamente 50 minutos concebido para celebrar os 50 anos de “Douro, Faina Fluvial”, adquiriu um tremendo valor histórico. Isto numa altura em que Oliveira ultrapassara já os 70 anos de idade, mas quando ainda lhe faltava cruzar a sua época de maior fertilidade criativa.

É um Manoel de Oliveira bem-disposto que explica a sua conceção de cinema, fora daquela “visão formatada” da televisão e de um certo cinema, assumindo a sua proximidade com a representação teatral, o respeito pelo texto, pelo tempo. De resto, dirá mesmo no final “o cinema não existe; só existe o teatro!” É claro que nesta altura “Amor de Perdição” já fora pateado em Portugal, e celebrado lá fora, e que “Francisca”, acabado de estrear, recebera então um inesperado sucesso do público.

Contudo, o mais interessante neste magazine de cinema ”exibido em horário nobre, às 20h30, na RTP”, conforme recordou Augusto Seabra, presente na apresentação do filme, juntamente com José Nascimento, é podermos também registar os depoimentos de pessoas do cinema, como João Bénard da Costa, diretor da Cinemateca, mas também ator em alguns filmes de Oliveira, bem como da escritora Agustina Beça Luís, a atriz Lia Gama ou ainda o diretor de fotografia Manuel Costa e Silva ou até o produtor António Lopes Ribeiro.

Curiosamente, haveria de recordar o crítico Augusto Seabra, Oliveira haveria se lhe confessar anos depois que o seu filme “Visita ou Memórias e Confissões”, rodado nesse mesmo ano, mas exibido apenas após a sua morte, conforme desejo do realizador, havia sido inspirado por este documentário que fora parcialmente rodado na sua casa do Porto, entretanto com a venda já assegurada. Razão pela qual Seabra referiu que “apesar deste ser um programa de televisão e o outro ser um grande filme, seria interessante vê-los os dois em conjunto”. Na verdade, não deixa de ser curioso como essa proximidade histórica e geográfica com essa casa.

Paulo Portugal



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos