Menu
RSS


«Robert Mapplethorpe: Look at the Pictures» por Paulo Portugal

Vejam as fotografias!”“Look at the pictures!” Sim, “vejam as fotografias”, gritava um membro da comissão que acusava e descrevia o trabalho do fotógrafo Robert Mapplethorpe como “pornográfico”, “sem arte”, ofensivo e, por isso mesmo, desnecessário ao desfrute público. A dupla Fenton Bailey e Randy Barbato, com trabalho num registo próximo, por exemplo, em “Party Monster” ou “RuPaul’s Drag Race”, convidam-nos para esta viagem às profundezas do universo temático de Robert Mapplethorpe onde a presença de genitália masculina e a exacerbação de um certo masoquismo ajudou em parte à sua afirmação como fotógrafo e personalidade do mundo artístico nova-iorquino, sobretudo entre os anos 70 e 80. Um percurso fulgurante de um fotógrafo que soube a aproveitar e vender a sua imagem.

Assumidamente gay, mesmo quando isso ainda não era consensual, Mapplethorpe afirmou-se como uma espécie de esponja que tudo absorvia e apropriava. Isto numa altura em que Nova Iorque era uma espécie de balão de ensaio de todas as tendências, entre o final dos anos 60 e toda a decadente década de 70. As fotos moldam o seu percurso, as suas polaroids, os nus que acabaram por definir quem era quem, se fosse ou não fotografado por Mapplethorpe.

O documentário de Bailey e Barbato é precisamente isso – o olhar as fotografias. Muitas, todas. Parte delas revelada pelo arquivo Mapplethorpe, do Instituit Getty, em LA. Uma viagem que começa na vida pacata familiar e pacata do pequeno Robert, no seio de uma família religiosa, a sua evolução para uma escola de arte, a afirmação do sexo e a explosão pelo lado mais explícito da fotografia. Fotógrafo prolífico, fotografou tudo e todos e foi absorvendo esse caldeirão de estímulos num corpo artístico virado para a procura, para o choque e para a nossa confrontação.

Desde os muitos nus lascivos, em que o próprio Mapplethorpe se incluía. São relevantes o seu auto-retrato com um chicote a sair do ânus ou as fotos, no limite, do ‘fist fucking’ no ânus ou de um pénis a urinar para uma boca, na sua exploração da temática sadomasoquista. Mas há outras, como a sua coleção de flores, bem mais pudicas, ainda assim com algum toque erótico. Posteriormente, já nos anos 80, ganharam revelo as fotos de celebridades que se faziam pagar para ganhar o selo Mapplethorpe. Ou seja, a evolução do fotógrafo indie ao promotor ambicioso.

Apesar dos seus inegáveis méritos, “Robert Mapplethorpe: Look at the Pictures” é incompleto. Pela simples razão de que não existe uma declaração que seja da sua ex-companheira Patti Smith, ao contrário da presença de muitos dos seus amantes, como Sam Wagstaff, Hemult Newton, entre outros. Curiosa é também a presença do irmão Edward que assume algum desencanto pela forma distante, e excessivamente materialista, quase paranóica, do último período da sua vida. 

Paulo Portugal



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos