Menu
RSS


«O Lugar que Ocupas» por João Miranda

A morte anunciada do Teatro foi sempre exagerada: com uma história tão longa e uma necessidade de recursos limitada, mais rapidamente morreriam meios como a televisão e o cinema do que o Teatro. Mas o teatro profissional tem agonizado nesta cultura neoliberal em que o único motivo de investimento é o lucro possível. É com este cenário, usando destruição de um dos teatros do Parque Mayer, que O Lugar que Ocupas, uma espécie de documentário sobre o Teatro e o trabalho de actor, se desenrola. "Uma espécie" porque dá ideia de não querer ser só um documentário, com uma voz off lírica e uma escolha e montagem de cenas que parecem querer mais provocar do que documentar. Entrecruzando a destruição do teatro com cenas de animais no Jardim Zoológico e cenas de actores em tempos de espera (antes de entrar em cena, a prepararem-se, etc.), Pedro Filipe Marques procura levar-nos a refletir sobre a cultura e a política cultural que temos.

Com quase três horas de duração, muitas são as dúvidas que se levantam quanto à seleção de imagens que nos são apresentadas. Qual o papel dos animais que nos são apresentados em várias cenas? Parece haver uma chave que faz sentido para quem faz parte da produção, mas que não é acessível a quem está de fora. A não ser que esteja a comparar o trabalho dos atores ao dos animais no Jardim Zoológico, mas parece-me que isso é contrariado pelas outras cenas em que parece defendê-los. Pior, há uma torrente de vozes que nos levam a crer que a maior parte dos actores só parece inteligente porque não é seu o texto que normalmente os vemos a debitar (há coisas que são ditas em privado que nem sempre são tão bem pensadas e que não devem sair desse ambiente, correndo-se o risco de fazer quem as diz parecer tonto).

Talvez a resposta esteja na sessão que vi: cheia de atores e participantes no filme, todos eles se riam muito de piadas que nem sempre eram óbvias e se divertiram muito mais do que as outras pessoas. Talvez este filme não seja mesmo um documentário, mas algo diferente: um filme que não pretende documentar nada a ninguém que não seja já iniciado, mas construir uma comunidade que consegue assim, ao mesmo tempo, construir-se e vitimizar-se.

O Melhor: O humor.
O Pior: A falta de coesão.


João Miranda



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos