Menu
RSS


«Alone in Berlin» (Sozinhos em Berlim) por Paulo Portugal

O tema de filmes da 2ª Guerra Mundial é em si mesmo um género à parte, pelo que ainda assim são bem-vindas todas as inovações ou complementos a uma extensa filmografia. Aparentemente, a história verídica de um casal de alemães que inicia uma ação de resistência contra a política do Fuhrer tinha o "source material" capaz de alertar a curiosidade, como sucedeu com o romance de Hans Fallada, editado em 1947, entretanto traduzido para inglês e captando a atenção para esta produção internacional. Infelizmente, o tratamento dado pelo francês Vincent Perez, aqui em missão ativa atrás das câmaras, passa lamentavelmente ao lado do que poderia ser uma narrativa credível, ainda que sem danos técnicos de maior.

O início do filme até é bastante palpitante, com a correria em fuga de um soldado alemão que acaba por ser abatido. Uma vítima, como tantas outras, que haveria depois de traumatizar os pais (interpretados com brio por Brendan Gleeson e Emma Thompson) e acabar por gerar neles uma deceção pela condução da guerra por Hitler e, em última análise, iniciando uma distribuição anónima de cartões com frases de incitamento a uma atitude de inconformismo com o regime nazi. Esta ação acaba por chegar à secretária de um inspetor (Daniel Bruhl) que começa a traçar os movimentos em que esses cartões inflamados eram encontrados e assim traçar o perfil do suspeito.

Apesar dos valores de produção serem de alto nível, com recurso até a um "cast" maioritariamente alemão que transporta o sotaque germânico com maior convicção, existe um lado demasiado "clean" de toda esta conseguida reconstituição de época. Se bem que o elemento que lhe retira interesse é uma linha narrativa absolutamente linear e previsível que retira qualquer clímax final.

Escapam à esta mega deceção e investimento as prestações muito credíveis de Gleeson e Thompson, menos até do germânico Bruhl que, inexplicavelmente, parece ter esquecido o seu original sotaque alemão. Uma palavra ainda para a competente banda sonora de Alexandre Desplat a acertar o passo com o lado mais thriller de uma Berlim no auge da euforia da guerra, depois de concluída a invasão de França. Um conjunto notável de elementos, embora com um resultado para lamentar.

O melhor: Os índices de produção e a prestação de Brendan Gleeson e Emma Thompson
O pior: O querer fazer bonito acaba com gerar um resultado frustrante


Paulo Portugal



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos