Menu
RSS


«Jeune et Jolie» (Jovem e Bela) por Roni Nunes

Dizem os psicanalistas que nos tempos que correm o homem ocidental já não é capaz de identificar qual é o seu desejo. A sentença bem serve para a jovem e bela Isabelle (Marine Vacth), que por alguma daquelas anomalias genético/espirituais e a despeito de ter uma mãe afetuosa, chegou à adolescência sem encontrar algo que lhe dê realmente um motivo para viver. Isso até descobrir as maravilhas da prostituição...

A história dessa "bela da tarde" pós-moderna de François Ozon trafega em duas vertentes. Numa delas está a construção psicológica e existencial de uma adolescente pouco apta a sentir e que só encontra no comércio do próprio corpo, mais do que no ato sexual em si, a única forma de satisfação.

Em segundo lugar estão as consequências concretas das suas escolhas, às voltas com a polícia e na forma como a evolução dos acontecimentos a coloca em rota de colisão com a família. Esta, formada pela mãe, pelo irmão mais novo e pelo padrasto, dificilmente escapa ao seu olhar progressivamente cínico – traçando o velho arquétipo (em termos de cinema) da hipocrisia burguesa.

A inspiração com que Ozon filma esse jogo de cartas marcadas, tão ao seu gosto, nem de longe o eleva à genialidade de Dentro de Casa, o seu filme anterior. É sempre um risco escolher essa forma, onde a sexualidade explícita pouco acrescenta, para mostrar a cada vez mais notória perda de referências no mundo atual. Como tantos outros trabalhos que optaram por esse caminho, Jeune et Jolie não escapa a um resultado que, entre o amorfo e o banal, atola-se no típico lodo do vazio pós-moderno. E isso não é um mérito.

O Melhor: as subtilezas narrativas de Ozon têm sempre o seu mérito
O Pior: a banalidade intrínseca


Roni Nunes 

(Crítica originalmente escrita em outubro de 2013)



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos