Menu
RSS


Morreu Gunnar Hansen, o eterno Leatherface

Gunnar Hansen, que interpretou o assassino Leatherface no clássico de Tobe Hooper, Texas Chain Saw Massacre (Massacre no Texas), morreu no sábado passado. O ator tinha 68 anos e, segundo a imprensa norte-americana, sofria de um cancro no pâncreas.

Nascido em Reiquiavique, Islândia, Hansen mudou-se para os Estados Unidos aos cinco anos de idade, viveu no Maine até aos 11 anos e mudou-se posteriormente para o Texas. Foi aí que frequentou a universidade, chegando a atuar em peças de teatro. Quando surgiu a oportunidade de desempenhar uma das figuras icónicas mais perversas da história do cinema, Hansen teve longas conversas com Tobe Hooper para desenvolverem em conjunto a personagem.

E apesar de não surgir nas sequelas de Massacre no Texas, o ator islandês-americano continuou a trabalhar no cinema de terror, participando em The Demon Lover (1977). Esta presença viria a tornar-se uma péssima experiência para o ator, que desistiu mesmo durante uma década de atuar, recusando até papéis em filmes de Wes Craven (Os Olhos da Montanha, 1977) e do próprio Hooper (
Eaten Alive, 1976). Quando regressou ao grande ecrã, Hansen participou em três dezenas de filmes, como Hollywood Chainsaw Hookers (1988), Freakshow  (1995), Chainsaw Sally  (2004) e Reykjavik Whale Watching Massacre (2009).

Figura de culto em convenções de horror, atualmente Hansen trabalhava num filme chamado Death House, o qual escreveu e produziu. No filme ele iria atuar com  Robert Englund e Danny Trejo. Para além desta produção, estava também confirmada a sua presença em The Gathering, uma comédia de horror com Simon Pegg no elenco.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos