Menu
RSS

Agência de investigação pede desculpas por trabalhar com Harvey Weinstein

A Black Cube, uma agência de investigação privada israelita que ajudou Harvey Weinstein a reunir informações sobre as mulheres que o acusaram de assédio e abuso sexual, lamentou ter concordado em trabalhar com o produtor de Hollywood.

"É claro que pedimos desculpas a quem foi atingido com isso", disse Asher Tishler, o qual está listado como membro do conselho consultivo da Black Cube. "Em retrospetiva, é uma pena termos aceite o trabalho". Tishler disse que não estava familiarizado com todos os detalhes do trabalho realizado pela Black Cube para Weinstein e que todo o dinheiro conseguido através desse contrato seria reencaminhado para grupos de apoio a mulheres.

Recorde-se que um artigo do New Yorker descreveu dois investigadores privados da Black Cube que usaram falsas identidades, reunindo-se com a atriz Rose McGowan para extrair informações dela. McGowan acusou Weinstein de agressão sexual. Mais de 50 mulheres alegam que Weinstein as assediou e abusou sexualmente nas últimas três décadas. Weinstein nega ter tido sexo não consensual. 

Suécia em choque: 456 atrizes contam histórias de assédio, abuso ou violação

A ministra da Cultura da Suécia, Alice Bah Kuhnke, chamou diversos chefes ligados ao entretenimento na Suécia para uma reunião de carácter urgente, isto depois de 456 mulheres* - incluindo alguns dos principais nomes do país - assinarem uma carta detalhando o abuso sexual na indústria local do Cinema e do Teatro.

A carta, publicada pelo Svenska Dagbladet, detalha uma série de relatos profundos e chocantes de comportamentos inapropriados que vão desde violações até agressões sexuais e assédio no setor, sem nomear as vítimas ou os perpetradores. Algumas das estrelas mais famosas da Suécia, incluindo Sofia Helin (da versão sueca de A Ponte), Alexandra Rapaport (The Hunt - A Caça), Helena Bergström (Saknad), Lia Boysen (Fallet) e Lena Endre (Kingsman: O Círculo Dourado) assinaram esta carta, que detém histórias de situações que alegadamente aconteceram.

«Toda a equipa e atores ficaram no mesmo hotel. Quando estou sentada lá, mais tarde, à noite, ouço o diretor e a pessoa que seria o meu marido na produção a discutir sobre quem vai me ter primeiro. Eu fico com medo e vou para o meu quarto. Toda a noite, ouço-os a tentar entrar no meu quarto, tanto pela porta como pela janela. Pedi a um ator masculino, que eu não conhecia, para me proteger. Ele ajudou-me e estou eternamente agradecida",  diz um dos relatos.

Outro conta como uma grande estrela masculina do país surgia nas filmagens sempre drogado, bêbado ou ressacado: "Toda a equipa o esperava, às vezes durante horas, todos os dias. Quando ele acabou por aparecer era preciso mantê-lo de bom humor. Tínhamos um par de cenas sensíveis juntas, a estrela e eu. Ele nunca sabia as suas falas (...) Um dia puxou-me de lado. Disse que eu tinha que entender que era impossível para ele se lembrar das suas falas porque eu era muito excitante e tudo o que ele pensava era como eu seria nua e o que queria fazer comigo".

A ministra da Cultura da Suécia mostrou-se "chocada, enojada, chateada e furiosa" após ter contacto com as histórias, prometendo mudanças no país. O primeiro ministro Stefan Löfven também já reagiu, afirmando que vão ser tomadas medidas radicais sobre a matéria.

* O número subiu para 577 no dia 10/11/2017

Primeira imagem oficial de Jodie Whittaker como «Doctor Who»



A atriz britânica Jodie Whittaker, conhecida por séries como Broadchurch e filmes como Ets in da Bairro, será a primeira mulher a assumir o protagonismo da série Doctor Who, uma produção de ficção científica de sucesso da BBC. Hoje foi divulgada a primeira imagem oficial da atriz na produção televisiva. A acompanhar a imagem, está o texto: «New series. New Doctor. New look! #DoctorWho».

Na 11ª temporada, a estrear em 2018, Whittaker vai dar uma forma feminina à personagem do Doutor (Doctor), a qual surgiu pela primeira vez em 1963. A série mostra as aventuras desta personagem, um alienígena do planeta Gallifrey que explora o universo na sua máquina do tempo.

Peter Capaldi foi o último ator a interpretar o Doutor, tendo substituído Matt Smith em 2013.

Charlie Sheen nega ter abusado sexualmente de Corey Haim

O ator Charlie Sheen nega "categoricamente" que tenha violado Corey Haim há cerca de 30 anos no set das filmagens de Lucas, uma reivindicação que o amigo e companheiro de Haim, Dominick Brascia, fez num artigo do National Enquirer, entretanto confirmado também à Fox News pelo próprio.

"Haim disse-me que fez sexo com Sheen quando filmaram 'Lucas.' Ele disse que fumaram erva e fizeram sexo. Que tiveram sexo anal. Haim disse que depois do que aconteceu, Sheen ficou muito frio e rejeitou-o. Quando Corey quis outra vez estar com ele, o Charlie não estava interessado.", Brascia afirmou ao tablóide, alegando também que Haim teve outro encontro sexual com Sheen, anos mais tarde: "Haim disse que fez sexo com Sheen novamente (...) que não gostou e que [foi nessa altura] que não quis mais nada com Sheen.". Haim teria 13 anos durante as filmagens de Lucas, enquanto Sheen teria 20 anos. 

Recorde-se que Corey Haim morreu a 10 de março de 2010, aos 38 anos. 

Corey Feldman, que participou em vários filmes com Haim, já comentou as alegações, afastando-se delas através do seu representante: "O Corey só pode falar sobre as suas próprias experiências. Ele só pode atestar os acontecimentos que realmente viu. Qualquer coisa que tenha sido dito por outros, são apenas boatos".

Contudo, convém recordar que Feldman na sua autobiografia de 2008, Coreyography, escreveu sobre um homem que teria molestado Haim: "Poucas horas depois do nosso primeiro encontro, falamos sobre o Lucas, o filme que ele fez no verão de 1985, um papel que eu queria para mim. Num momento durante as filmagens, ele explicou-me que um homem adulto convenceu-o de que era perfeitamente normal os homens mais velhos e os mais jovens terem relações sexuais, que era o que todos faziam", escreveu Feldman. O ator acrescentou: "Eles caminharam para uma área isolada entre duas caravanas, durante uma pausa para o elenco e a equipe, e Haim, inocente e ambicioso como era, permitiu ser sodomizado" (...) [Esse homem] anda por aí, é uma das pessoas mais bem-sucedidas da indústria do entretenimento".

Já numa entrevista com o Moviefone em 2011, Feldman disse: "Bem, eu tenho que ser completamente honesto e dizer que não sou um grande fã de Charlie Sheen. O meu objetivo é nunca falar mal na imprensa, estamos todos juntos nisto, é assim que eu olho para isso, mas o Charlie em particular, especialmente pela maneira como afetou outras pessoas que eu conheço".

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos