Menu
RSS

Novo trailer de "Venom", o spin-off de Homem-Aranha

 

Foi divulgado um novo trailer do spin-off da saga Homem-Aranha, intitulado Venom

Com Tom Hardy (Mad Max: Estrada da Fúria), Michelle William (Wonderstruck), Riz Ahmed (Nightcrawler - Repórter na Noite) e Woody Harrelson (The Hunger Games) no elenco, Venom tem a realização de Ruben Fleischer (Bem-vindo à Zombieland) e chega aos cinemas a 5 de outubro de 2018.

Recorde-se que desde a sua criação em 1988, esta entidade/simbionte alienígena tem sido uma das personagens mais populares de Homem-Aranha, surgindo mesmo no terceiro filme de Sam Raimi, encarnado por Topher Grace.

Passatempo «Beirute - O Resgate»

NOS CINEMAS A 3 DE MAIO

Em 1972, em Beirute, o diplomata americano Mason Skiles (Jon Hamm, A Cidade; O Rapaz do Milhão de Dólares) organiza um cocktail acompanhado da sua esposa e Karim, o órfão libanês de 13 anos (Yoau Saian Rosenberg) que desejam adotar. As festividades são interrompidas quando o melhor amigo de Mason, o agente da CIA Cal Riley (Mark Pellegrino, O Grande Lebowski) chega com informações inesperadas sobre Karim. Segundos depois, os terroristas atacam a festa com resultados trágicos.

Dez anos mais tarde, Mason, agora um alcoólatra que trabalha como mediador em Boston, é abordado por um estranho num bar, que lhe entrega um passaporte, dinheiro e um bilhete de avião juntamente com um convite urgente de "amigos" mútuos para que ele viaje até à cidade que abandonou. Relutantemente, Mason chega a Beirute para descobrir que a antiga cidade pitoresca junto ao mar tornou-se numa zona de guerra de extrema violência. Mason rapidamente descobre a verdadeira razão, pela qual foi recrutado; os agentes secretos e da embaixada, Donald Gaines (Dean Norris), Gary Ruzak (Shea Whigham) e o Embaixador Frank Whalen (Larry Pine) explicam que os terroristas sequestraram um agente da CIA e agora a missão de Mason é negociar pela libertação do líder terrorista Abu Rajal (Hicham Ouraqa), que se acredita ter sido preso pela polícia secreta israelense, em troca do Americano.

Percorrendo a cidade dos escombros com a ajuda de Sandy Crowder (Rosamund Pike, Em Parte Incerta), Mason encontra-se secretamente com os sequestradores e descobre pistas de corrupção avassaladoras. Confrontando os fantasmas do passado, o diplomata vê-se perante a dura questão: Em quem confiar num mundo onde a verdade emerge apenas quando é conveniente – ou lucrativa? 

Um thriller político de ação pautado pela corrupção e traição. Do realizador Brad Anderson (O Maquinista) e do produtor-argumentista Tony Gilroy (Trilogia Bourne), BEIRUTE – O RESGATE leva o espectador a conhecer o implacável custo da liberdade.

 

Passatempos

O c7nema, em conjunto com a Pris Audiovisuais, tem 30 convites duplos (15 para Lisboa, 15 para Gaia) para a antestreia de Beirute - O Resgate, que decorrerá no dia 2 de maio. Para se habilitarem a um desses convites basta preencherem o formulário abaixo. Os vencedores serão contactados por email dia 30 de abril. O passatempo decorre até dia 29 de abril às 23h59.

Depois de submeterem o formulário serão reencaminhados para a nossa página do Facebook, estando todos convidados a fazerem "Like" nela (Não é obrigatório). 

Nome:*
N.º do BI/CC ou Passaporte:*
E-mail:*
Antestreia:
Qual o nome dos dois atores em destaque no poster deste filme?*

James Cameron ataca "Vingadores" e é criticado pelos fãs da Marvel

Numa entrevista enquanto promovia a sua série para o canal AMC, James Cameron's Story of Science Fiction, o diretor de filmes como Titanic e Avatar disse que espera que "comece rapidamente a fadiga dos 'Avengers'. O cineasta frisou que não desgosta dos filmes, mas deixou o aviso: "Vamos lá, malta, há outras histórias para contar para além de homens hiper-gonadais sem família fazendo coisas que desafiam a morte durante duas horas e destruindo cidades no processo."

Os comentários de Cameron provocaram imediatamente diversas críticas nas redes scoiais, com muitos fãs do Universo Cinemático da Marvel a vincar a ironia no facto de que Cameron pedir “outras histórias” ao mesmo tempo que filma quatro sequências de Avatar e produz o próximo Exterminador Implacável.

Até Kevin Feige, da Marvel, comentou a frase, apontando apenas as palavras positivas ditas por Cameron: "Fantástico! Uau, James Cameron ama os nossos filmes! Isto é emocionante!".

Recordamos que o novo filme da franquia, Vingadores: Guerra do Infinito, estreia em Portugal no próximo dia 25 de abril.

Natalie Portman critica liderança em Israel: "as atrocidades de hoje não estão de acordo com os meus valores judaicos"

A atriz israelo-americana Natalie Portman decidiu não marcar presença em Israel para receber um prémio atribuído pela Genesis Prize Foundation, por muitos considerado como o "nobel judeu".

Numa publicação, a atriz justificou sua decisão por não querer ser associada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que devia discursar na cerimónia: "A minha decisão de não participar da cerimónia do Prêmio Gênesis foi mal interpretada por outros. Deixem-me falar por mim própria. Optei por não comparecer porque não queria aparecer como endossando Benjamin Netanyahu [primeiro-ministro de Israel], que iria fazer um discurso na cerimónia. Da mesma forma, não faço parte do movimento BDS [Boicote, Desinvestimento, Sanções a Israel] e não o endosso. Como muitos israelitas e judeus em todo o mundo, posso ser crítico com a liderança em Israel sem querer boicotar toda a nação. Eu valorizo ​​os meus amigos e familiares israelitas, a comida, os livros, a arte, o cinema e a dança. Israel foi criado exatamente há 70 anos como um refúgio para vítimas do Holocausto. Mas os maus tratos daqueles que sofrem com as atrocidades de hoje simplesmente não estão de acordo com os meus valores judaicos. Porque me importo com Israel, devo me levantar contra a violência, a corrupção, a desigualdade e o abuso de poder."

O anúncio de Portman provocou diversas reações em Israel, com a ministra da Cultura, Miri Regev, a acusar a atriz de ter adotado a ideologia dos partidários do movimento BDS, que apoia o isolamento económico de Israel para por fim à ocupação dos territórios palestinos. 

Recorde-se que desde 30 de março, Israel tem enfrentado os protestos de palestinos, que resultaram na morte de 38 pessoas e centenas de feridos por disparos de soldados na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel.

Contactos

Quem Somos

Segue-nos